Thursday, May 8, 2008

A (I)MORTALIDADE de Bruno Schiappa


Depois do sucesso de (I)MORTAL - nomeado para os Prémios de Teatro Guia dos Teatros 2007 - , é a vez de (I)MORTALIDADE. Segunda parte da trilogia sobre o que permanece imutável no Homem.
Dia11 de Maio, às 18.00, a sala principal do Teatro da Trindade recebe de novo Bruno Schiappa (voz e movimento) e Pedro Fontainhas (piano) para mais um espectáculo agradável com um conjunto de canções inesquecíveis que marcam a evolução da busca do amor até à descoberta do Amor Universal. O espectáculo estreou no Centro Cultural do Cartaxo com bastante calor do público.
Bilhetes: 12 euros
Desconto de 30% para jovens, séniores, estudantes, sócios do Inatel e grupos de 10 ou mais pessoas.
Bilheteira: 213420000

Sinopse
Um espectáculo belo, algo nostálgico, mas que deixa um sabor agradável na noite da humanidade.
Este espectáculo insere-se numa categoria recém criada por nós e pela equipa da Reitoria da Universidade de Lisboa que, por necessidade de ilustrar exactamente o espírito do mesmo, se definiu como “Cabaret Concerto”. Deste modo, o público percebe que todas as canções são interpretadas de modo teatral e não apenas no virtuosismo da voz. É o compére que, quando canta, imprime sobretudo o tom de actor às canções.

Em termos de conteúdo, o espectáculo inclui (para além de temas (re)conhecidos pelo público) três canções originais com música de Pedro Fontainhas e letra de Bruno Schiappa sendo uma em inglês e duas numa língua inventada.

O espectáculo passeia-se, através das canções e poemas, pelo processo humano de encontrar o Amor Universal/Incondicional: 1 – O amor pelo outro e a decepção; 2 – A repetição do erro; 3 – A criação de algo tangível que transpire amor e perdão; 4 – A deescoberta da mudança e aceitação da mesma como o verdadeiro Amor e a consciência de que nada nem ninguém pode impedir essa mudança.

Fernando Tordo/Paulo de Carvalho/PJ Harvey/Vinicius de Moraes/Xutos e Pontapés/Mercedes Sosa/Dead Can Dance/Jimmy Scott/António Variações/Liza Minelli/Godspell entre outros fazem parte do menu. Um menu amadurecido com muito Amor. E há também uma língua inventada por Schiappa e musicada por Fontainhas.

No comments: