Auto dos Físicos abre programação de abril no teatro Sá de Miranda


O Teatro do Noroeste – CDV começa o mês de abril com o acolhimento do espetáculo “Auto dos Físicos”, com encenação de António Augusto Barros, pel’A Escola da Noite, de Coimbra.
O espetáculo sobe ao palco do teatro Sá de Miranda no sábado, 7 de abril, às 21:30.
A obra apresenta caricaturas de pessoas concretas – os quatro físicos correspondem a pessoas que realmente existiam e que o público facilmente reconhecia – mas é também, como quase toda a obra de Vicente, um retrato da corte, da Igreja e da sociedade portuguesas do século XVI em Portugal.
Após o espetáculo terá lugar o Digestivo – Conversas Pós-Espetáculo, iniciativa do Serviço Educativo, que contará com a presença do encenador e dos intérpretes de “Auto dos Físicos”.
Ainda no sábado, após o espetáculo, a partir das 00:00, a companhia de Viana do Castelo convida o público a participar na “Almadíada – Tertúlia Futurista no Presente”, atividade que assinalará o 125º aniversário do nascimento de Almada Negreiros.
Trata-se de uma tertúlia na qual se pretende a participação livre de todos quantos queiram ler textos e poesia almadianas.
Será também exibido um filme sobre a vida e obra do autor. A entrada é livre “mediante a apresentação de algo que se coma ou se beba”, para a uma festa que se pretende animada.
No dia 13 de abril, às 21:30 no Teatro do Bolhão, no Porto, a companhia vianense apresenta “24A74 – Salgueiro Maia”, monólogo com autoria e interpretação de Ricardo Simões que, nos dias 21 e 28 de abril, às 21h30, será apresentado em Viana do Castelo, no espaço do antigo Batalhão de Caçadores 9, em pleno centro da cidade.
Continua também patente, com entrada livre, a exposição “Teatro do Noroeste – CDV 25 Anos”, com curadoria de Paula Anjos, no Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, até ao dia 30 de abril, sendo possível visitá-la de segunda a sábado, das 9h00 às 19h00, havendo também visitas guiadas sob marcação, organizadas pelo Serviço Educativo do Teatro do Noroeste – CDV.
O projeto Comunidade da companhia vianense inicia este mês um novo ciclo trimestral de trabalho de pesquisa e criação teatral comunitária, mantendo o funcionamento em regularidade das oficinas de teatro ATIVAsénior, ATIVAjúnior e Enquanto Navegávamos – Oficina de Teatro de ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.
por Andrea Cruz (Rádio Alto Minho)

Comments

Popular Posts