Peças Curtas para Café Teatro



LUTO
Faísca Teatro

Unicórnios, Pai Natal e Hamlet não existem. Luto é um manifesto: aprender a esquecer para ser um pouco mais livre! As palavras
parecem demasiado viciantes e impossíveis de contornar. Um luto que é resposta, revolta, passividade, hostilidade, esquecimento, solidão, agitação, ansiedade e fadiga sobre o negro que se aproxima tão ameaçador. É um frente a frente de uma mulher com as suas memórias. onde a morte poderá ser apenas a desistência de convicções, ou o fim da luta.

Texto:
Rui Neto
Criação e Interpretação:
Beatriz Silva
Cenografia e Figurinos:
Beatriz Silva e Liliana Dias
Fotografia:
Catarina Sobral
Produção:
Joice Alexandre
Apoios:
Espaço Evoé e Resto de Nada -
Associação Cultural

CONVERSAS DE VÃO DE ESCADA
SR PRODUÇÕES

A cena desenrola-se à volta das confissões de uma porteira e do seu contacto diário com os condóminos.
Hilariante do principio ao fim, tendo como base o hall de entrada de um prédio, as personagens vão desfilar trazendo novas motivações aos desabafos da porteira.


ELENCO:
Susana Rodrigues
Gonçalo Melo
Márcio Vicente


Informações: moblisboa@gmail.com

Comments

Popular Posts