Ivone Princesa de Borgona no Teatro do Bairro



IVONE, PRINCESA DE BORGONHA
De Witold Gombrowicz

21 de Março a 8 de Abril | TEATRO DO BAIRRO |
Quarta a Sábado 21:30 | Domingo 17:00

Encenação: António Pires
Tradução: Luísa Costa Gomes
Com: Maria João Luís, Marcello Urgeghe, João Barbosa, Mário Sousa, Alexandra Sargento, Hugo Mestre Amaro, Cláudia Alfaiate, Nuno Casanovas, Francisco Vistas, Carolina Campanela
Produção: Teatro do Bairro


Mimado pelos pais, o príncipe Filipe de Borgonha tem tudo e ainda pode ter mais. As mulheres mais belas, é só querê-las. Quando lê no horóscopo que as estrelas propícias lhe oferecerão “iniciativas de grande envergadura”, prepara-se para o encontro com o destino. Porque vai encalhar, horrivelmente excitado, numa aventesma queda e muda como Ivone? Nascido na Polónia em 1904, e exilado na Argentina durante mais de vinte anos, Witold Gombrowicz construiu uma obra original, inovadora, e “provocadora”, como ele próprio gostava de dizer. Mais conhecido pelos seus romances e contos, legou-nos três peças onde exercitou um pessoalíssimo “teatro de ideias”. Dividida em cinco actos, à maneira clássica, Ivone, Princesa de Borgonha (1938) evolui num crescendo de bestialidade, selvajaria, idiotice e falta de sentido. Luísa Costa Gomes, que o traduziu e o coloca agora nas mãos do encenador António Pires, resume-o lapidarmente: “É um texto implacavelmente obtuso.” E acrescenta, como quem pergunta: “Que espécie de coisa é esta paródia de tragédia, que parece mais leve do que realmente é, bem mais profunda e complexa do que aparenta ser, talvez num movimento palaciano de dissimulação dos horrores sobre os quais assenta todo o poder…”

Cenografia: João Mendes Ribeiro, Figurinos: Luís Mesquita,
Adereços: Carla Freire, Caracterização: Ivan Coletti,
Luz|: Rui Seabra, Assistente de iluminação:  Cláudio Marto, Música: Paulo Abelho,
Assistente de som: Guilherme Alves, Ilustração : Joana Villaverde, Produção executiva: Ivan Coletti,
Comunicação: Maria João Moura, Administração de Produção: Ana Bordalo, Produtor: Alexandre Oliveira


Produção: Ar de Filmes / Teatro do Bairro 

Co-Produção: Teatro Nacional São João
Agradecimentos: Carlos Avilez.
M/12


Bilhetes à venda em www.bol.pt e nos Pontos de Venda Aderentes
12€  .  6€ (<25>65 e profissionais do espectáculo) . 5€ (portadores do cartão de amigo e quarta-feira, dia do espectador)
TEATRO DO BAIRRO
Reservas e informações: 21 3473358 |91 321 12 63

Comments

Popular Posts