Teatro Experimental de Cascais encena "Peter Pan"



O Teatro Experimental de Cascais (TEC) leva à cena, em Lisboa, no centro comercial Colombo, a peça “Peter Pan”, uma adaptação de Miguel Graça do texto original de James Barrie, com encenação de Carlos Avilez.

A apresentação da peça, na praça central, daquele espaço comercial, no dia 09 de setembro, às 19:00, insere-se na exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego”, que recentemente foi renovada com a inclusão da série “Peter Pan”, substituindo a série inspirada na obra literária “Jane Eyre”.

Para apresentação desta peça, o TEC realizou um ‘casting’ com o fito de escolher um rapaz e uma rapariga “que melhor talento venham a demonstrar na arte da representação”, tendo sido escolhidos João Fialho, que irá representar a personagem “Adeusinho” e Catarina Robim, que será “Lily Tigresa”.

Os jovens atores vão fazer parte de um elenco constituído por Ruy de Carvalho (que será o narrador), FF (Peter Pan), Bárbara Branco (Wendy), Henrique Carvalho (Estrelado), Luiz Rizo (Capitão Gancho), Sérgio Silva (Senhor Darling) e Teresa Côrte-Real (Sehora Darling e Sereia), e ainda Hugo Nicholson Teixeira (Maizomenos), Pedro Russo (Michael), Renato Pino (Viscoso), André Marujo (Pássaro e outras personagens), João Pecegueiro (John), João Santos (várias personagens), José Matos de Oliveira (Sininho), Luís Duran (várias personagens), Pedro Peças (Nana) e Rúben Costa (várias personagens).

Carlos Avilez qualificou a apresentação desta peça como uma “iniciativa muito importante para o TEC”, realçando que o facto de o projeto envolver o trabalho de Paula Rego “é motivo de elogio”.

“Para os artistas portugueses é muito importante existir estes apoios e ter, por parte de uma organização como o Centro Colombo, este interesse a nível cultural”, acrescentou.

A peça é uma produção de Fernando Alvarez, que assina a cenografia, que a aponta como um grande desafio, que teve como “principal motor” na sua realização o universo de Paula Rego e a sua visão pessoal sobre a obra “Peter Pan”.

“A inspiração adveio das gravuras da série ‘Peter Pan’ que a Paula Rego nos apresenta, de uma forma fantástica e violenta, cruel e sonhadora. Procurei o equilíbrio destes dois pratos da balança - o mundo infantil e cruel e o mundo adulto, fantasioso e secreto”, afirma Alvarez em comunicado enviado à agência Lusa.

Alvarez referiu-se ao cenário como “mágico de cores, formas, sequências e imagens”, o qual está a ser trabalhado “ao pormenor”.

O projeto da exposição de Paula Rego, num espaço idealizado pelos arquitetos Diogo Aguiar e João Jesus, e a apresentação da peça pelo TEC, no dia 09 de setembro, faz parte da 7.ª edição do projeto “A Arte Chegou ao Colombo”.

foto de ensaios com Bárbara Branco e Teresa Côrte-Real

Comments

Popular Posts