Friday, August 16, 2013

Lisbon Players apresentam programação para a temporada 2013/2014.


O grupo de teatro em inglês The Lisbon Players, de Lisboa, anunciou a programação para 2013/2014, que começa em outubro, com a comédia “Hay Fever”, de Noel Coward (na foto), a primeira das seis peças a apresentar na temporada.
A companhia anuncia a programação que estará em cena no Estrela Hall, numa altura em que a continuidade naquele espaço, que ocupa há 40 anos, é incerta, pelo facto de o Governo inglês, proprietário de todo o quarteirão que integra o teatro, o ter vendido.

Em declarações à Lusa, Jonathan Weightman, de The Lisbon Players, disse que decorrem já negociações com o Governo inglês e com o comprador, “e tudo indica que se continuará a apresentar as peças no Estrela Hall”.

"Acreditamos que vamos continuar lá, e daí estarmos a trabalhar nesse sentido, com uma programação que irá até junho do próximo ano", enfatizou Whightman.

“Hay Fever”, de Noel Coward, terá encenação de António Andrade, seguindo-se, em cartaz, o drama épico de William Shakespeare "Antony and Cleopatra", encenado por José Henrique Neto, que estará em cena em novembro e dezembro.

“The Road to Mecca”, do autor contemporâneo Athol Fugard, abre o cartaz em janeiro próximo e estará em cena até fevereiro, com encenação de Elettra Sacchi.

Em março, sobe à cena “Blind Eye”, de Susannah Finzi, uma peça sobre o julgamento de crimes de guerra, que se passa entre Lisboa e Paris em 1952 e 1982, encenada por Valerie Braddell

“A ação dramática desta peça coloca em confronto, os interesses conflituantes de um advogado dos Direitos Humanos, um negociador de paz e um idoso simpatizante nazi”, explicou fonte dos Lisbon Players.

Em abril e maio estará em cartaz uma peça sobre a I Grande Guerra (1914-1918), “Journey’s End”, de R.C. Sherriff, encenada por Jonathan Weightman.

Situada “por ocasião do centenário da eclosão da I Guerra Mundial, esta peça é um jogo emocionante e comovente que nos traz um vislumbre das trincheiras em Saint-Quentin, durante quatro dias, em março de 1918”, explicou o encenador.

“Pygmalion”, de George Bernard Shaw, encerra a temporada. Esta peça será, desta feita, encenada por Celia Williams. A obra, publicada em Portugal sob o título "Pigmalião", deu origem ao filme “My Fair Lady”, de George Cukor, protagonizado por Audrey Hepburn, Rex Harrison e Stanley Holloway.

Recentemente, a Câmara de Lisboa reconheceu o "elevado interesse cultural" de The Lisbon Players. Numa nota assinada pela vereadora da Cultura, enviada em finais de julho à direção do grupo de teatro, Catarina Vaz Pinto reconhece "o trabalho e o elevado interesse cultural" da companhia, e manifesta "a disponibilidade para contribuir para a obtenção de uma solução que permita viabilizar a manutenção da atividade da The Lisbon Players nos atuais moldes de funcionamento".

Entretanto, está disponível uma petição na Internet, em http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=SOSlisbonplayers, na qual se exige a permanência dos Lisbon Plyers no Estrela Hall.

Esta petição já reuniu mais de 2.000 assinaturas, mas são necessárias 4.000 para ser levada à Assembleia da República, como é o propósito do grupo.

“Os Lisbon Players são a mais antiga companhia teatral em atividade contínua em Lisboa, com quatro a seis produções anuais no Estrela Hall desde 1947. Sem qualquer subsídio, têm pago inteiramente a manutenção, obras, licenças e despesas correntes do edifício, integrado num quarteirão doado por D. Maria I no séc. XVIII para usufruto das comunidades estrangeiras residentes na cidade”, lê-se no texto da petição que defende que os Lisbon Players “devem permanecer na sua casa-mãe, o Estrela Hall”.

No comments: