"Cada Sopro" na Politecnica



CADA SOPRO de Benedict Andrews

Tradução Jorge Silva Melo Com Ana Bustorff, Cleia Almeida, João Vaz, Pedro Gabriel Marques e Sisley Dias Desenho de luz Daniel Worm d'Assumpção Espaço sonoro Daniel Romero Espaço cénico John Romão Colaboração de figurinos Damara Inglês Assistência de produção Mónica Talina Fotografia Susana Paiva Encenação John Romão e Paulo Castro uma co-produção Colectivo 84 & StoneCastro M16

No Teatro da Politécnica até 3 de Agosto
ATENÇÃO AOS HORÁRIOS: de 3ªf a Sáb às 21h30
RESERVAS | 961960281 (3ªf a 6ªf das 17h00 e Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo)

OLIVER ... tu tipo adormeces e há uma merda qualquer. Acordas meio tonto, sem saber onde estás. Reparas que há tipo uma porta que não devia estar aberta ou que uma vidraça está estilhaçada. E tu entras e vais chekar tudo e estamos tipo todos mortos. Um massacre

Benedict Andrews, Cada Sopro

Comments

Popular Posts