Saturday, June 19, 2010

José Saramago no Teatro

"Ensaio Sobre a Cegueira"




Em Portugal
Uma versão do romance "Ensaio sobre a cegueira" de José Saramago, que dá uma "perspectiva optimista da vida", subiu ao palco do Teatro da Trindade em Lisboa, numa encenação de O Bando.

A peça, que estreou em Maio de 2004 no Teatro Nacional de São João, no Porto, já foi apresentada na sede de O Bando, em Palmela, e na Culturgest, Lisboa. No Trindade, esteve em cena até Setembro.

Em declarações à Lusa, João Brites, encenador de O Bando, disse que a peça é uma "aposta num teatro que olha para dentro".

Retomar a reflexão sobre a cegueira, não apenas a daqueles que não vêm, mas também a "dos outros que olham sem ver" foi, segundo João Brites, uma das razões de escolha da peça, com que a companhia teatral com sede em Palmela assinalou em 2004 o 30º aniversário.

Com uma cenografia assinada por Rui Francisco e assente numa estrutura metálica e onde toda a acção decorre sob um nevoeiro quase cerrado, "Ensaio sobre a cegueira" tem figurinos da italiana Maria Matteucci, música original de Jorge Salgueiro, adereços de Clara Bento, e encenação de João Brites.

Documentário
Partindo da adaptação teatral pelo Teatro O Bando, da obra literária do Prémio Nobel José Saramago “Ensaio sobre a Cegueira”, Rui Simões realiza um longo documentário sobre todo o processo criativo, até à estreia, constituindo em si um ensaio sobre a arte de fazer teatro.
Realização - Rui Simões Imagem e Som – José António Manso, Jacinta Barros, Rui Simões e Ricardo Batista, Max Música – Jorge Salgueiro Montagem e Genérico – Márcia Costa Pós-Produção Vídeo – Catherine Villeret Pós-Produção Áudio – Shammi Pithia Direcção de Produção – Jacinta Barros Produção Real Ficção Financiamento MC/ ICAM e RTP

No Brasil
Em 26 de Fevereiro de 2008 estreou nos palcos da Casa de Cultura Laura Alvim a versão teatral de Ensaio sobre a Cegueira. A direção é de Patrícia Zampiroli, conhecida pelas montagens de Roda Viva e Os Sete Gatinhos.
No Elenco estão doze atores - três da Andantes Cia. Teatral e nove escolhidos por teste - que se revezam na interpretação dos personagens, até mesmo os principais, utilizando adereços característicos para identificação. O cenário é predominantemente branco: uma opção de manter a idéia monocromática da cegueira que acomete os personagens. A adaptação consumiu três meses de trabalho e resultou em um espetáculo dividido em três etapas, assim como a narração do livro. Um outro componente importante é a trilha sonora de Dida Mello.
Além do Teatro Laura Alvim, a peça passou também pelo Teatro da UNIRIO, pelo Teatro Municipal de Macaé e também pelo Teatro da UFF, em Niterói.

No comments: