Monday, May 4, 2009

II Ciclo de Mulheres Palhaço





II CICLO DE MULHERES PALHAÇO
2 a 31 de Maio de 2009 no Chapitô

Marta Carbayo
Cantaclown
Tenda do Chapitô
Sábado a Terça / De 02 a 05 de Maio / 22h
Bilhetes: 10 euros


Marta Carbayo
Natural do Reino de Espanha, a residir na Dinamarca, Marta Carbayo trabalhou com os Palhaços Sem Fronteiras no Sri Lanka. Mais do que uma Mulher palhaço, Marta Carbayo tem presente no seu trabalho de clown preocupações sociais às quais dá forma através das actividades que desenvolve com um grupo de música constituído por pessoas portadoras de deficiência mental.

" Cantaclwon"
Espectáculo mímico a solo acompanhado por grandes clássicos da música nos seus diferentes géneros: pop, tradicional e clássica.
Cantaclown já correu os mais variados festivais de Circo e Teatro da Europa como Espanha, Noruega, Dinamarca, Suécia, mas também já viajou por outros continentes.

Duração: 55 minutos
Direcção: Marta Carbayo
Interpretação: Marta Carbayo

Charlotte Saliou -L'élégance et la beauté
Tenda do Chapitô
Quinta a Domingo / De 07 a 10 de Maio / 22h
Bilhetes: 10 euros



Charlotte Saliou
Natural de França, Charlotte Saliou estudou Musicologia na Université Paris IV Sorbonne e Canto no Conservatoire Municipal des Lilás, no Conservatoire National de Région d'Aubervilliers - La Courneuve, na École Nationale de Musique de Pantin e na École du Samovar.
Tendo trabalhado com diversas companhias em óperas cómicas, como «Monsieur Chouf leur i» de Jacques Offenbach, «Phi -Phi» de Henri Christiné com a companhia Figaro & Co, «Valses de Vienne» de Johann Strauss, com a companhia Le Renouveau Lyr ique, Charlotte Saliou opta por seguir um percurso profissional ligado ao Circo e às Técnicas de Clown e Construção de Máscaras, construindo, em 2003, a personagem Jackie Star, com a qual tem viajado por todo o mundo, fazendo uma sátira à sociedade contemporânea.

" L'élégance et la beauté"
Depois de um acidente de viação, Jackie Star, uma ex hospedeira de bordo da Força Aérea torna-se conferencista. Agora, ela vai discutir a elegância e a beleza.
Jackie Star deambula entre o riso, a insanidade e a sua dupla personalidade. Perfeita hospedeira de bordo, exausta comediante trágica, desarranjada cantora de ópera ... mas profundamente ligada a nós.

Duração: 60 minutos
Texto original: Charlotte Saliou
Texto adaptado: Charlotte Saliou e Michael Egard
Direcção: Charlotte Saliou
Interpretação: Charlotte Saliou e Delphine Saliou
Público-alvo: A partir dos 8 anos

Nola Rae - Elisabeth's Last Stand
Tenda do Chapitô
Segunda a Quarta / De 11 a 13 de Maio / 22h
Bilhetes: 10 euros

Nola Rae
Natural de Sidney, emigrou para Londres muito nova. Estudou Ballet na Royal School em Londres para, mais tarde, tornar-se actriz mimo e aperfeiçoar as técnicas mímicas estudando em Paris com Marcel Marceau.
Amante de Shakespeare, Nola Rae trabalha com John Mowat, encenador da Companhia Chapitô, diversos textos do autor, transformando tragédias shakespearianas em comédias.
Mas é a partir de 1990, com Elisabeth's Last Stand, que Nola muda radicalmente o seu estilo transformando personagens da comédia dramática em personagens contemporâneos, as quais reflectem os vícios e medos do dia a dia.

Elisabeth's Last Stand
No final da sua vida, quando tinha 70 anos, Isabel I de Inglaterra permaneceu de pé, durante 15 horas, no tribunal, período após o qual, persuadida pelos já exaustos pajens, sentou-se. Receosa, ela nunca mais se voltou a levantar. Esta é a imagem que inspirou o espectáculo e o seu título "Elisabeth's Last Stand".
Em todas as mulheres vive uma Isabel I. Uma mulher que é forte, poderosa, esperta, receosa, apaixonada e controladora. Até mesmo na tímida Betty (personagem baseada na avó paterna de Nola Rae) reside, à espreita, uma rainha.

Duração: 1H30M
Direcção: Simon McBurney
Coreografia: Nola Rae
Música: Peter West
Público-alvo: A partir dos 8 anos


Gardi Hutter - Joana D'Arppo (ou Joana, a Brava)
Tenda do Chapitô
Quinta a Domingo / De 21 a 24 de Maio / 22h
Bilhetes: 10 euros

Gardi Hutter
Natural da Suíça, Gardi Hutter estudou na Academy of Dramatic Arts em Zurique e no CRT - Centro di ricerca per il teatro.
Enquanto actriz cómica representou peças de Aristófanes e como clown conta com mais de 2700 performances exibidas em mais de 22 países.
Também escritora, publicou três obras para crianças e uma para adultos.

Joana D'Arppo (ou Joana, a Brava)
Uma desmazelada lavadeira sonha em tornar-se uma heroína tal como o foi Joana D'Arc, mas na ausência de temíveis inimigos ela transforma a sua lavandaria num grotesco campo de batalha.
Num estilo de comédia trágica, Joana D'Arppo é uma parábola aos dias de hoje pelas mãos de uma desgrenhada, furiosa, suja, louca, tocante a poética mulher-palhaço.
Duração: 80 minutos
Texto original: Gardi Hutter e Ferruccio Cainero
Direcção: Ferruccio Cainero
Interpretação: Gardi Hutter
Público-alvo: A partir dos 8 anos


Laura Herts - A Won Woman Show
Tenda do Chapitô
Quinta a Domingo / De 28 a 31 de Maio / 22h
Bilhetes: 10 euros



Laura Herts
Natural de Washington DC, descendente de uma família de imigrantes judeus da Alemanha, os Marx Brothers, célebres comediantes do período pós-guerra, Laura Herts cresceu entre o humor e o riso.
Cedo iniciou tournées artísticas e aos 19 anos descobre a paixão pela arte mímica promovendo os seus próprios espectáculos pela Europa, Israel e Estados Unidos da América.
Apostada em combinar as Técnicas de Teatro com as Técnicas de Mímica, Laura Herts estou na School of Mime-Theatre Lassaad, na Bélgica, e fez formação em Teatro Físico, Clown com Máscara, Máscara Neutra e Objectos Mímicos para Teatro.
Em 2001 forma a Companhia "The Travelling Laughter Association" com a qual tem viajado por todo o mundo.

A Won Woman Show
Gladys vai ao teatro para ver um filme e depara-se ela mesma em palco, no filme da sua vida. Uma comédia dramática que se apresenta como a história de uma vulgar mulher de meia-idade, porém um pouco excêntrica, que acredita que o marido está presente, ainda que não esteja de facto.
Á medida que Gladys vai caindo na realidade de um mundo difícil para as mulheres, ela consegue gerir e encontrar o verdadeiro sentido da vida por detrás da sua própria condição social, deixando que o destino lhe proporcione a experiência da descoberta da liberdade.

Duração: 1H20 minutos
Texto original: Laura Herts
Direcção: Laura Herts, Jango Edwards e Raffaella Benini
Coreografia: Laura Herts
Interpretação: Laura Herts
Público-alvo: A partir dos 8 anos

No comments: