Montemor-o-Novo reúniu plataforma para maior difusão das artes performativas






Um total de 17 espectáculos nas áreas da dança, teatro e performance foram apresentados a partir de quinta-feira em Montemor-o-Novo, como forma de contribuir para a difusão das artes performativas contemporâneas.

Trata-se da primeira edição da Plataforma Portuguesa de Artes Performativas (PT.09), que vai decorrer ao longo de quatro dias e em quatro espaços culturais de Montemor-o-Novo, por iniciativa do centro artístico "O Espaço do Tempo", dirigido pelo coreógrafo Rui Horta.

"Há bastante criação e muito interessante hoje em dia em Portugal, mas há um grande défice de circulação das obras, não só em Portugal, como no estrangeiro", afirmou hoje Rui Horta, em declarações à agência Lusa.

Por isso, segundo o coreógrafo, o PT.09 é, essencialmente, direccionado para programadores, directores de teatros e festivais.

"Este evento é o nosso contributo para a difusão das artes performativas contemporâneas", explicou o director Artístico de "O Espaço do Tempo", que funciona desde o ano 2000 no Convento da Saudação, do século XVI, no espaço do Castelo de Montemor-o-Novo.

Neste contexto, o coreógrafo manifestou a esperança de que o PT.09 seja "um importante contributo para a divulgação nacional e internacional de criadores emergentes e de novas linguagens contemporâneas nas artes performativas".

Rui Horta garantiu estar confirmada, entre quinta-feira e domingo, a presença de 65 programadores, agentes culturais e directores de teatros nacionais e estrangeiros.

De acordo com o coreógrafo, a Plataforma Portuguesa de Artes Performativas pretende ser um evento bienal para congregar "alguns dos mais interessantes trabalhos do momento, nas áreas da dança, teatro e performance.

Em quatro dias, os 17 espectáculos foram apresentados no teatro Curvo Semedo, Convento da Saudação, Convento de S. Domingos e na Blackbox da companhia "O Espaço do Tempo".

O certame arrancou quinta-feira às 15:00 com o espectáculo de dança Matrioska, de Tiago Guedes, na Blackbox.

Até domingo, foram apresentados espectáculos de Vânia Gala, Tânia Carvalho, Pedro Gil, Teresa Ranieri, Teatro Praga, Francisco Camacho, João Garcia Miguel, Dead Combo, Leonor Keil/John Mowat, Sofia Dias e Vítor Roriz, Tiago Rodrigues, Victor Hugo Pontes e Miguel Moreira.
Lusa/Fim

Comments

Popular Posts