Monday, April 13, 2009

“atravessando as palavras...” de Kafka, pel’ A Escola da Noite







A Escola da Noite tem em cena o espectáculo “atravessando as palavras há restos de luz” até dia 26 de Abril, no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra.
Com dramaturgia e encenação de António Augusto Barros, o espectáculo inspira-se na obra de Franz Kafka e em alguns dos principais temas que marcam a sua produção literária: o poder e a dominação humana, a relação do indivíduo com o outro e com o colectivo e a estranheza social suscitada pelo artista e pelo seu trabalho.
Nas leituras tradicionalmente associadas aos textos kafkianos, é comum encontrarmos uma visão desencantada da humanidade, uma espécie de conformismo e de irremediável condenação ao peso das instituições. Na preparação deste espectáculo propusemo-nos trabalhar também sobre o lado mais luminoso do universo de Kafka. Em muitos dos seus pequenos textos (contos, parábolas, passagens do diário) e em pormenores da sua própria biografia encontramos uma escrita plena de humanismo.
Contemporâneo das grandes transformações sociais e estéticas que continuam a marcar o mundo ocidental, Kafka não segurou bandeiras com as suas palavras. Radicalizou-se na arte e no seu próprio lugar enquanto artista para interpelar o mundo e os outros, para nos interpelar a nós, seus leitores. Kafka responsabiliza-nos, não nos dá remédios. Por isso nos desconforta.
“atravessando as palavras...” foi construído ao longo de um processo de pesquisa e experimentação iniciado há mais de um ano, com os alunos da Oficina de Artes da Licenciatura em Estudos Artísticos, dirigida pela companhia. Particularmente atento às questões da linguagem e ao poder associado à capacidade de atribuir significados, Kafka deixou-nos inúmeras pistas para explorar. O ensaísta Walter Benjamin destaca uma delas, dizendo que a sua obra representa um código de gestos que não possuem, à partida, um claro significado simbólico, sendo antes interrogações que se expressam através de jogos e combinações sempre renovadas. Mais do que o texto verbalizado, foram estes gestos, estes movimentos, que quisemos experimentar em palco e que agora partilhamos com o público, para uma travessia conjunta.
Nesta primeira estreia de 2009, A Escola da Noite conta com uma equipa alargada de colaboradores, que inclui a cineasta Fátima Ribeiro, e três actores estagiários, dois dos quais recém-licenciados em Estudos Artísticos que frequentaram a oficina realizada no ano passado.
O espectáculo mantém-se em cena até 26 de Abril no Teatro da Cerca de São Bernardo, de quarta a sábado às 21h30 e aos domingos às 16h00. O preço dos bilhetes varia entre os 6 e os 10 Euros.
atravessando as palavras há restos de luz textos Franz Kafka dramaturgia e encenação António Augusto Barros espaço cénico António Jorge e António Augusto Barros adereços e máscaras António Jorge vídeo Fátima Ribeiro figurinos Ana Rosa Assunção desenho de luz Danilo Pinto banda sonora Eduardo Gama elenco Ana Mota Ferreira António Jorge Heloísa Simões Igor Lebreaud Maria João Robalo Miguel Magalhães Ricardo Kalash Sílvia Brito Sofia Lobo assistência de encenação Sílvia Brito e Sofia Lobo grafismo Ana Rosa Assunção fotografia Augusto Baptista operação de luz e som Danilo Pinto operação de vídeo Rui Valente direcção de montagem Rui Valente execução de elementos cénicos e montagem Alfredo Santos, António Jorge, Armando Fernandes, Carlos Figueiredo e Danilo Pinto execução de figurinos Maria do Céu Simões, Mário da Silva Oliveira comunicação Isabel Campante produção A Escola da Noite © 2009

A Escola da Noite
Teatro da Cerca de São Bernardo
Cerca de São Bernardo
3000-097 COIMBRA
telefone 239718238
fax 239703761
www.aescoladanoite.pt

No comments: