Inscrições abertas para o II Festival de Teatro da Língua Portuguesa





A segunda edição do Festival de Teatro da Língua Portuguesa (Festlip), a realizar em Julho, no Rio de Janeiro, está a receber candidaturas para seleccionar dez espectáculos.

As inscrições podem ser feitas até 17 de Abril.

Os interessados devem entrar na página electrónica www.festlip.com e seguir as instruções para enviar o material para o Rio de Janeiro.

O festival, único em seu formato, atraiu no ano passado 15 mil pessoas ao longo de 12 dias de apresentações cénicas, possibilitando um dinâmico intercâmbio cultural do público com artistas do Brasil, Angola, Cabo Verde, Moçambique e Portugal, informaram os organizadores.

"O primeiro Festlip foi um dos mais relevantes momentos de defesa da língua portuguesa no Brasil", salientou o conselheiro cultural da embaixada de Portugal no Brasil e director do Instituto Camões no país, Adriano Jordão.

O pianista recordou que todos os embaixadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) no Brasil participaram do evento, que contou com a presença de diversos representantes do teatro português, brasileiro, angolano, cabo-verdiano e moçambicano.

"Foi um exemplo claro da universalidade da nossa língua comum", destacou Jordão.

Idealizada pela Talu Produções, a segunda edição do Festlip também terá lugar no Rio de Janeiro, nas unidades do Serviço Social do Comércio (Sesc), e é apoiada pelo Ministério brasileiro da Cultura, Fundação Nacional de Artes (Funarte), CPLP, Instituto Camões e pelas embaixadas de Angola, Cabo Verde, Moçambique e Portugal.

Na avaliação da diretora artística do Festlip, Tânia Pires, esta segunda edição reafirma que "é possível um encontro de irmãos de língua tornar-se um lugar para uma comunicação sem fronteiras", que amplia ainda mais a reflexão sobre a unificação do idioma.

Segundo os organizadores, o troféu Festlip 2009 será conferido ao escritor moçambicano Mia Couto, pela sua expressiva contribuição para o aperfeiçoamento do teatro de Moçambique, além dos seus contos, crónicas e romances amplamente adaptados para o teatro nos países de língua portuguesa.

Em 2008, a homenageada foi a atriz Maria Fernanda, considerada uma das grandes damas do teatro brasileiro.

Comments

Popular Posts