Sunday, February 22, 2009

"Nasrudin" no Trindade






Teatro Trindade
18 de Fevereiro a 15 de Março 2009
Teatro Extremo
18 a 29 de Março 2009

Nasrudin
Estreou, a 18 de Fevereiro, na sala estúdio do Teatro da Trindade, em Lisboa, a nova produção da Gato que Ladra: Nasrudin.
Com encenação do conceituado encenador espanhol Pedro Alvarez-Ossorio (que já colaborou, em Portugal, com a Escola de Mulheres) e texto original do dramaturgo marroquino Rachid Mountassar, Nasrudin é um espectáculo onde a beleza das palavras do contador de histórias se mistura com a força da música de Tiago Pereira (músico que faz parte da formação da banda Roncos do Diabo).
Pela primeira vez, desde a sua formação, a Gato que Ladra, Associação Cultural, aposta numa co-produção internacional, tendo já agendada um digressão nacional e internacional.
Pretendemos com esta nossa nova fase, iniciar projectos onde a colaboração com criativos de outras nacionalidades seja uma constante. A co-criação Ibérica foi o nosso primeiro passo. Quem sabe, na buscar de uma identidade teatral ibérica em complemento à tão falada identidade cultural ibérica.

Sinopse
Num espaço incerto, em que o tempo não tem lugar, Nasrudin encontra no seu caminho um músico que apenas deseja partir para outro lado.
Embarque connosco nesta viagem para lado nenhum onde as histórias são contadas sem nunca nos ser revelado o mistério por detrás delas. Ou talvez não...
“é por isso que os contadores de histórias não gostam de contar as suas próprias histórias. Falar da nossa vida, dos nossos sentimentos, das nossas alegrias e das nossas tristezas é como despirmo-nos em frente do público,
Por isso procuramos a luz dos cenários e escondemo-nos por detrás dos nossos contos. Contamos sempre as histórias dos outros, mas nunca contamos realmente a nossa.”

Ficha Técnica e Artística
Autoria: Rachid Mountassar
Adaptação cénica e encenação: Pedro Alvarez-Ossorio
Espaço sonoro: Tiago Pereira
Elenco: Pedro Barbeitos, Tiago Pereira
Figurinos e espaço cénico: Vicente Palacios
Desenho de luz: Nuno Gomes
Fotografia: Martim Ramos
Design gráfico: Vasco Oliveira
Produção executiva: Andreia Rodrigues
Produção: Gato Que Ladra, Associação Cultural Compañia La Fundición
Co-produção: Asociación Juan Bernabé Teatro Del Otro
Projecto em colaboração com: Junta De Andalucía – Consejeria De Cultura, Gobierno De España- Ministerio De Cultura, Ayuntamiento De Lebrija, Teatro Municipal Juan Bernabé, Junta De Murcia-Consejeria De Cultura Y Turismo, Encena, Inatel/ Teatro Da Trindade, Instituto Cervantes, Instituto Camões, Mel Da Arábias, Sadorent, Teatro Extremo, Turismo De Lisboa, Hóteis Heritage Lisboa
Classificação etária: m/12

Biografias
Pedro Alvarez - Ossorio
Director do teatro la fundición de sevilla e da companhia associada ao mesmo, é Encenador, gestor, professor, actor e dramaturgo. Ocupou diversos cargos de Responsabilidade entre los que destacan: director unidade de produção cat (centro andaluz de teatro), director da sala municipal san hermenegildo (sevilla) e director o instituto del teatro de sevilla. Encenou perto de cinquenta espectáculos teatrais..entre os quais podemos destacar: (2002) “el clavel y la espada” de vários autores para o festival madrid sur; (2002) "san francisco non stop" de gerardo guidera para cna producciones; (2003) “fuenteovejuna” de lope de vega y “dança de rodas “ de snitzler para o centro dramático de évora, (2004) “la frontera” de alberto gálvez com a universidad de sevilla (2004), “la verdadera historia de la bella durmiente” de antonio rodríguez-almodovar (2005), “fuera, fora, dehors” (um estudo sobre a imigração em co produção com a escola de mulheres, influenscènes y cendrev (2006) para a companhia la fundición, “juan de mairena” (2007) baseado nos textos de antónio machado para a companhia la fundición e em 2008, “perlimplín” de federico garcía lorca.

Rachid Montassar
Doctorado em estudos teatrais pela universidade de la nouvelle em sorbonne.
Professor de dramaturgia na universidade sidi mohammed ben abdallah de fez e na
Faculdade pluridisciplinar de taza.
Como dramaturgo realizou adaptacões de “cuatro horas en chatila”, “la grande imprécation devant les murs de la ville”.
Autor da obra “une alliance nommée désert”, co-autor de “fuera, fora, dehors” e autor de trabalhos de investigação sobre o teatro de jean genet, “les poétique dans les bonnes” e sobre o teatro marroquino contemporâneo, “ tres corrientes”. É director da companhia teatro del otro.

Pedro Barbeitos
Foi bolseiro do c.e.m. Entre 1998 e 2000.estagiou com peter hulton -"meetings on performance and performance composition" em 2000. Licenciatura no curso de formação de actores da escola superior de teatro e cinema onde trabalhou com rogério de carvalho, carlos pessoa, joão brites, álvaro correia, Francisco salgado, jean paul bucchieri e natália de matos. Em teatro destaca o espectáculo “caixa de sombras” encenado por março d’almeida no teatro s.luiz, “mundau” com o teatro meridional, “fuera,fora,dehors” encenado por pedro alvarez-ossorio com a escola de mulheres, “fernando e gabriela” dirigido por josé mateus com a gato que ladra e o trabalho desenvolvido para o público infanto-juvenil com o teatro bábá entre 2001 e 2003. Em televisão participou em séries como jóia de áfrica/tvi, espírito da lei/sic e Segredo de justiça/rtp. Em cinema integrou o elenco do filme o crime do padre amaro. Coordena o crescer teatrando e lecciona expressão dramática em instituições públicas e privadas Desde 2003. É director da gato que ladra, associação cultural.

Tiago Pereira
Formou-se em design de comunicação na escola antónio arroio e na faculdade de Belas artes de lisboa, desenvolvendo em paralelo formação na área do teatro, música e pedagogia. Em 1997 iniciou o seu percurso na área da percussão tradicionalportuguesa com rui júnior, criando um gosto muito forte nesta área, que deu continuidade em projectos de música portuguesa, nos quais toca actualmente, tais como “roncos do diabo”, “sebastião antunes trio” e “in-canto”.
A necessidade de explorar novas linguagens levou-o ao encontro da percussão árabe e mediterrânica, aprofundando o seu estudo, dando origem a um estilo próprio, onde a percussão árabe e portuguesa se cruzam.

Espectáculo Teatro da Trindade
Lisboa 18 (estreia) de Fevereiro a 15 de Março 2009
4ª Feira a Sábado ás 22h;
Domingo ás 17h;
Espectáculos para escolas de 4ª a 6ª ás 10h30 e 15h
Teatro Extremo
Almada 18 a 28 de Março de 2009
Sábado ás 21h30;
Domingo ás 16h;
Espectáculos para escolas de 4ª a 6ª ás 10h30 e 14h30
FEST2009
Sevilla 16 e 17 Abril de 2009
Teatro Juan Bernabé
Lebrija
21 de Abril de 2009

Fotos de Martim Ramos

No comments: