Carinhas na direcção artística do "São João"






O encenador lisboeta Nuno Carinhas será o próximo director artístico do Teatro Nacional São João, no Porto, substituindo no cargo Ricardo Pais. Só em Março se saberá quem fica à frente do Conselho de Administração.

No fim deste mês, Ricardo Pais cessa as funções de director artístico e de presidente do Conselho de Administração do TNSJ. No entanto, fonte do gabinete do ministro da Cultura garantiu ao JN que o encenador "manterá alguma ligação" à instituição portuense, tanto por vontade sua como do titular da pasta, Pinto Ribeiro, com vista a desenvolver-se um "projecto de continuidade".

Nuno Carinhas substitui Ricardo Pais apenas no cargo de director artístico. A mesma fonte referiu que em Março será oficializada a contratação do encenador e, paralelamente, divulgada a equipa da nova administração do TNSJ.

Em finais do ano passado, Ricardo Pais havia anunciado a intenção de antecipar a reforma. Nessa altura, chegava ao palco do São João a sua mais recente encenação, "O mercador de Veneza", peça criada a partir da obra homónima de William Shakespeare e que contou com Albano Jerónimo e António Durães nos principais papéis.

Nuno Carinhas está agora a preparar um novo trabalho, em volta de Bertolt Brecht. "Tambores na noite" tem estreia marcada para o TNSJ a 20 de Março e contará com o elenco habitual das grandes produções da sala, com nomes como Emília Silvestre, Fernando Moreira e Pedro Almendra, entre outros.

O futuro director artístico do São João nasceu em Lisboa, em 1954, e tem uma longa e diversificada carreira, ligada sobretudo ao teatro mas também à dança e ao cinema. Pintor, cenógrafo, figurinista e encenador, Nuno Carinhas assinou inúmeros espectáculos exibidos no TNSJ, como "Beiras" (2007), "Todos os que falam" (2006), "O tio Vânia" (2005) ou "O grande teatro do Mundo" (1996), só para citar alguns.

Entre outras encenações suas estão espectáculos apresentados pelo Chapitô, A Escola da Noite, Teatro Aberto, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Bruto, Ensemble, ASSéDIO e Cão Solteiro. Carinhas realizou a curta-metragem "Retrato em fuga" e escreveu "Uma casa contra o Mundo", texto encenado por João Paulo Costa.
Isabel Peixoto in JN

Comments

Popular Posts