Elevator Repair Service apresentam "The Sound and the Fury", a partir de Faulkner







A companhia teatral nova-iorquina Elevator Repair Service apresenta entre sexta-feira e domingo na Culturgest, em Lisboa, o espectáculo "The Sound and the Fury", que transpõe para o palco o primeiro capítulo do romance homónimo de William Faulkner.

Escrito em 1929, "O Som e a Fúria" conta o declínio da família Compson, que habita no condado ficcional de Yoknapatawpha, no Estado norte-americano do Mississipi.

Trata-se de um clã descendente de um herói da Guerra Civil que padece daqueles que Faulkner considerava serem os problemas do Sul reconstruído: racismo, ganância e egoísmo.

No romance, considerado o melhor de Faulkner (1897-1962) - que obteve o prémio Nobel da Literatura em 1949 e dois prémios Pulitzer, em 1955 e 1963 (a título póstumo) - o autor pretendia mostrar que os ideais e a vida do velho Sul eram insustentáveis depois da Guerra Civil.

A primeira parte do romance, intitulada "Sete de Abril, 1928" e que se centra em incidentes ocorridos em 17 dias diferentes, entre um funeral em 1898 e a véspera da Páscoa de 1928, é narrada da perspectiva de Benjy Compson, que é mudo e tem a idade mental de uma criança.

Este espectáculo, encenado por John Collins e estreado em Nova Iorque em Abril do ano passado, surge na sequência de outros trabalhos do género produzidos pela companhia Elevator Repair Service, fundada em 1991.

Em 2007, a companhia apresentou também na Culturgest "Gatz", uma encenação-maratona do texto integral de "O Grande Gatsby", de Scott Fitzgerald, e costuma combinar nas suas produções comédia, cenários de alta e baixa tecnologia, textos literários ou "found-texts", objectos encontrados e mobília deitada fora, bem como uma vertente coreográfica particularmente cuidada.

Falado em inglês e legendado em português, este "The Sound and the Fury" estará em cena na Culturgest sexta-feira e sábado às 21:30 e domingo às 17:00.
Lusa

Comments

Popular Posts