Comédia baseada em "A Tempestade" de Shakespeare no Chapitô a 08 de Janeiro






A Companhia do Chapitô estreia a 08 de Janeiro a comédia visual "A Tempestade", criada por John Mowat com base na peça homónima do dramaturgo britânico William Shakespeare, que relata uma história de vingança e reconciliação.

Com encenação de John Mowat, a peça tem interpretação de Jorge Cruz, Marta Cerqueira e Tiago Viegas, actores que irão revelar uma panóplia de sentimentos e actos, dos mais vis aos mais nobres, vestindo a pele de homens, monstros e espíritos.

Criada por Shakespeare em 1623, "A Tempestade" decorre numa ilha para onde foram levados à força Próspero, Duque de Milão, e a sua filha Miranda, após um acto de traição política.

Desde a Expo 98 que o encenador britânico John Mowat tem vindo a trabalhar para a Companhia Chapitô, criando "O Café", espectáculo a que se seguiram "Leonardo", "Romeu e Julieta", "D. Quixote", "Talvez Camões" e "O Grande Criador".

Nascido em Londres, estudou escultura na City and Guilds of London Art School e até 1980 trabalhou como escultor e assistente de estúdio de James Butler, tendo criado obras para o museu Madame Tussaud, para a Royal Shakespeare Company e a English National Opera.

No final dos anos 80 começou a estudar pantomima e a criar espectáculos no género "one-man-show's" que foram apresentados em vários festivais e teatros dedicados à pantomima em Inglaterra e em noutros países.

Na década seguinte começou a desenvolver a sua actividade pedagógica em várias escolas de teatro, dança e música, alargando-a a outros países europeus, e mantendo, paralelamente, a actividade criativa enquanto performer e encenador.

Em 1994 criou em conjunto com Paul Morel e Tanya Scott-Wilson a companhia de teatro Oddbodies, na qual dirigiu e interpretou vários espectáculos de pantomima e teatro. Em Portugal também já criou para a Companhia Paulo Ribeiro "Auto da Barca do Inferno" e "Noite de Reis".

"A Tempestade" estará em cena na tenda do Chapitô de quinta-feira a domingo, às 22:00, entre 08 de Janeiro e 01 de Março de 2009.
Lusa/Fim



Comments

Popular Posts