A Ascenção de Arturo Ui em Almada





“A Resistível Ascensão de Arturo Ui” de Bertold Brecht


Teatro de Almada
dia 17 de Janeiro - 21h30
dia 18 de Janeiro - 16h00

A Resistível Ascensão de Arturo Ui foi escrita em 1941 por Bertold Brecht durante o exílio na Finlândia. Tendo como pano de fundo a cidade de Chicago e as guerras entre gangsters, o autor pretendia demonstrar ao mundo como se deu a ascenção de Hitler e do Nazismo, afirmando: "É preciso esmagar os grandes criminosos políticos: e esmagá-los através do ridículo. Pois não são sobretudo grandes criminosos políticos, mas sim autores de grandes crimes políticos, o que é bem diferente."
Numa sociedade do espectáculo baseada mais em mecanismos de manipulação das imagens do que no crescimento pessoal e na construção participada de uma comunidade possível, a retórica substituiu a ética, transformando as práticas sociais em batalhas onde em vez do mérito há lobbies e favorecimentos. Brecht deixa-nos com este texto um valioso instrumento para pensar o mundo, através de uma paródia sobre vilões e homens bons, todos corruptíveis. É isto que nos motiva. É no tom caricatural, risível e por vezes ridículo com que o autor esboça estas personagens que encontramos uma forma de comunicar.


título original Der aufhaltsame Aufstieg des Arturo Ui
tradução José Maria Vieira Mendes
direcção Joaquim Horta
produção Henrique Figueiredo, Patrícia Costa
música original Filipe Melo
cenografia e figurinos Marta Carreiras
desenho de luz Daniel Worm d'Assunção
interpretação Carlos Alves, Duarte Guimarães, Gonçalo Amorim, Joaquim Horta, Paula Diogo, Pedro Martinez, Raul Oliveira, Rúben Tiago, Sílvia Filipe, Tónan Quito

co-produção Truta / Culturgest
projecto financiado pela DGArtes / Ministério da Cultura
em co-apresentação em Almada com Artemrede

Comments

Popular Posts