Friday, November 14, 2008

Lembrando Aida Baptista






Lamentavelmente o Guia dos Teatros, por motivos relacionados com o funcionamento do blogger, não noticiou na altura o falecimento da actriz Aida Baptista. No entanto não queremos deixar de aqui lembrar essa grande mulher da revista e como tal publicamos uma notícia referente ao seu desaparecimento e dois textos de Miguel Villa, amigo e admirador da actriz que a lembra com justificada emoção


Morreu Aida Baptista
Actriz do teatro de revista foi encontrada sem vida na madrugada de sexta-feira
Aida Baptista foi encontrada morta em sua casa. Tinha 79 anos e será recordada como uma das actrizes do teatro de revista mais populares e mais completas. Retirou-se no final da década de 70 por razões de saúde. Depois disso, fez apenas duas reaparições, uma na peça Boeing Boeing, na qual contracenou com Octávio de Matos, outra no Teatro Maria Matos, para o espectáculo Antologia da Revista.

O corpo da actriz estará em câmara ardente na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Lisboa, de onde sairá hoje, sábado, pelas 15h00, para o Cemitério dos Prazeres. Aida Baptista será sepultada no Talhão dos Artistas.

Dona de uns enormes olhos azuis e de uma personalidade forte, Aida Baptista representou, cantou e dançou e deixou marcas na memória colectiva do espectáculo português, onde partilhou o palco com Nicolau Breyner, Camilo de Oliveira, Ribeirinho e Raul Solnado. Em 1971 recebeu um Prémio Bordalo, atribuído pela Casa da Imprensa, pela sua participação em Saídas da Casca.
Redacção Caras - 25 Out 2008

FALECEU A GRANDE ACTRIZ AIDA BAPTISTA
É com muita tristeza que hoje pela manha recebi esta triste noticia, faleceu hoje na sua residência aos 79 anos a maior vedeta de sempre do nosso teatro de revista, Aida Baptista.
O corpo da actriz encontra-se em câmara ardente na igreja de Fátima (á avenida de berna) e o funeral realiza-se amanhã sábado ás 15h para o talhão dos artistas do cemitério dos prazeres.
O teatro ficou mais pobre, fechou-se o palco da vida para Aida Baptista.
Uma saudade maior e um forte aplauso para esta grande senhora do nosso teatro de revista que no Parque Mayer e não só fez rir e criou grandes sucessos para o publico que tanto a admirava e respeitava.
Aida Baptista actriz -1929-2008
Deixo hoje a recordação de uma das últimas peças que Aida Baptista representou.
Já depois de retirada dos palcos aceitou nos anos 80 reaparecer ao lado de Octávio de Matos e mais tarde Nicolau Breyner, na comédia "Boing Boing", logo de seguida aceita o convite para regressar numa antologia sobre o teatro de revista apresentada no Teatro Maria Matos.
Foram muitos os telefonemas e mensagens que ontem recebi de pessoas que foram à igreja de nossa senhora de Fátima e que bateram com o nariz na porta, é de lamentar que o seu sobrinho ás 20.30h tenha fechado a igreja lamentando-se de que não aparecia ninguém...... Aida Baptista embora retira acerca de 27 anos, foi a nossa maior vedeta do teatro de revista e por certo muitos foram os que ontem ali se dirigiram para lhe dar a ultima homenagem.
As pessoas de teatro não esqueceram a Aida Baptista e o publico também não..... mas infelizmente quando os familiares não são do meio artístico não tem esta sensibilidade.
Estou extremamente triste com a partida de Aida Baptista, deixou-nos precisamente no mesmo dia da saudosa Fernanda Baptista mas com a diferença de 3 meses.
Recordarei com saudade esta grande senhora através dos seus vinis com rábulas onde a "bucha" era rainha e nos vinis que gravou ao longo da carreira a cantar.
Lamentável é que a nossa imprensa, televisão e todo o meio cultural não escreva uma única linha sobre esta grande senhora do teatro.
Infelizmente continua-se a tratar cada vez pior os nossos artistas....
Se fosse um estrangeiro já corria muita tinta nos jornais e muitas alterações já se tinham feito nas grelhas televisivas para homenagear um estrangeiro.
Sou nacionalista sim senhor assumido
No entanto digo e repito que o povo não esquecerá esta grande vedeta e por certo hoje ocorrerá á igreja e ao cemitério para lhe prestar a ultima e derradeira homenagem
Aida Baptista era uma artista do povo e esse não a esquece
O corpo da actriz segue hoje da igreja Nossa Senhora de Fátima para o talhão dos artistas do cemitério dos prazeres às 15h.
Vamos todos dar o último aplauso a esta grande senhora que fez rir multidões.

AINDA A SAUDOSA AIDA BAPTISTA
Quando somos apaixonados pelas pessoas nunca é demais nelas falarmos, eu tinha paixão pela Aida Baptista que nos deixou sem aviso na passada sexta feira.
Fui ontem prestar-lhe a minha última homenagem e a minha primeira e ultima ovação.
Como comentou o no meu ultimo log o luzes da ribalta, não somos nada......
A Aida Baptista foi grande direi mesmo a maior da sua geração sem duvida mas o tempo apagou da cabeça de muitos quem foi esta grande mulher.
Éramos poucos na igreja e no velório mas....como diria a Aida Baptista se a plateia dum teatro estivesse fraca "éramos poucos mas bons"
Ali durante algumas horas voltámos a reencontrar-nos ....mas porquê e só nos funerais??????? Rimos, recordaram os que com ela conviveram, choramos....
Éramos poucos mas bons e estávamos ali com o coração apertado, falo por mim fui como publico que nunca a viu mas que a admirou e percebeu como foi grande.... fiquei comovido ao ver que estava ali a "vedeta" mas não aquela que um dia vi, beijei e convivi algumas horas mas que para mim foram anos, vi uma outra pessoa, não vi a Aida.....
Fica a memoria feliz e cheia dessa Aida Baptista a quem um dia em 2003 fiquei extasiado a olhar ao vê-la pela primeira vez na minha vida num encontro no Teatro Politeama.... fica a memória daquela voz rouca que ouvi ao vivo mas que já ouvira á muitos anos atrás nos discos que tantas e tantas vezes repetidamente ouvi.
Aqueles olhos lindos azuis grandes que falavam....
O teatro de revista perdeu a sua vedeta maior.....
Ontem revi e conheci gente que admiro, o Luis Testa, o Octávio, a Natalina, o Rui Castelar, o Helder Freire Costa, Anita Guerreiro, Manuela Maria e tantos outros.... revi com emoção a Clarisse Belo....e vi pela primeira vez na vida a fadista Fernanda Peres.....
Foi ali ontem à força de gostarmos e admirarmos a Aida Baptista que a Zé Valerio caiu nos meus braços e eu nos dela com grande emoção e reactivámos uma amizade que tinha sido interrompida há alguns anos.....percebi ali mais uma vez que afinal não somos nada....
A Aida Baptista merecia muito mais deste país de esquecimento
Farei tudo o que ao meu alcance estiver, aliás como o fiz já muitas vezes para que a memória não esqueça a Aida Baptista, saudade maior já.
Textos de Miguel Villa in Fotolog “Parque Mayer1”
Foto de Inácio Ludgero

No comments: