"Stabat Mater" no S. Luiz








STABAT MATER de Antonio Tarantino
Maria, à procura do filho desaparecido. Miserável, sozinha, resignada e cheia de ódio. O texto é uma longa diatribe, a heresia de uma dor que não serve nem salva, e da história que impiedosamente repete o seu ciclo sem evoluir.

Tradução de Tereza Bento
Com Maria João Luís
Cenografia e figurinos de Rita Lopes Alves
Luz de Pedro Domingos
Encenação de Jorge Silva Melo
M18

Integrado no Festival de Teatro de Almada
No São Luiz Teatro Municipal de 9 a 13 de Julho
9, 10, 11 e 12 de Julho às 21h00
13 de Julho às 17h30

O texto está editado nos Livrinhos de Teatro (nº 11).
A tradução teve o apoio do ATELIER EUROPÉEN DE LA TRADUCTION / SCÈNE NATIONAL D’ORLÉANS com o apoio da UNIÃO EUROPEIA Comissão de Educação e Cultura – Programa Cultura 2000 e do Ministero degli Affari Esteri de Itália.

Reservas e informações: 213 257 650
bilheteira.teatrosaoluiz@egeac.pt

Comments

Popular Posts