O regresso de "Contos em Viagem - Cabo Verde"



CONTOS EM VIAGEM – Cabo Verde
a partir de textos de autores Caboverdianos

TEATRO MERIDIONAL
25 de JUNHO a 3 de AGOSTO 08
Quarta a Domingo às 22h00

Depois do sucesso em 2007, Contos em Viagem – Cabo Verde volta ao palco

Contos em Viagem – Cabo Verde é um espectáculo baseado em textos que, apesar de terem um contexto e geografia particulares, dizem da universalidade das emoções e neste espectáculo, especificamente, falaremos de Cabo Verde, em língua portuguesa e também no seu crioulo.

No cais imenso que é a ilha, contam-se “pedaços” de estórias e poemas, como quem canta e reza. Uma actriz e um músico fazem da literatura o pretexto da viagem e, como itinerário, as palavras de autores cabo-verdianos.

Os textos irão atravessar o tempo, cruzar as ilhas, visitar poetas e escritores, dar voz e ritmo a personagens, a sensibilidades, a imaginários das estórias da história, num lugar a falar de si mesmo.

Sabemos, tal como em todas as viagens, que teremos que fazer escolhas de caminhos, deixando de fora alguns Nomes Maiores da Poesia e da Literatura Cabo-Verdiana. Mas, inscrito como está este projecto sob o signo da Viagem, julgamos ter ainda muita vida para em Cabo Verde voltarmos a acostar quando nos chamar a “sodade”.

CONTOS EM VIAGEM – Palavras da Lusofonia
Angola/ Brasil/ Cabo-Verde/ Guiné-Bissau/ Macau/ Moçambique/ Portugal/ S. Tomé e Príncipe/ Timor

A palavra escrita originalmente na língua portuguesa tem sido uma das linhas de trabalho a que o Teatro Meridional tem dado particular relevo, sobretudo através da escrita dramática ou da adaptação dramatúrgica. Neste âmbito, o projecto CONTOS EM VIAGEM amplia a palavra e estende-a ao conto e à poesia, visando criar vários espectáculos em que contemplará o universo literário de cada um dos países que se expressam também na Língua portuguesa.

Depois de Contos em Viagem – Brasil apresentado em 2006, Contos em Viagem - Cabo Verde é o segundo espectáculo desta grande Viagem.

Pretendemos assim contar, en(cantar) e divulgar, o património imenso de estórias na língua que nos une, em espectáculos disponíveis para itinerar, promovendo entendimentos, outros imaginários e diversidade cultural, levando lugares a outros lugares.

Através destes espectáculos, pensados tendo como destinatários públicos heterogéneos, tanto do ponto de vista etário como cultural, procuramos continuar a cruzar a qualidade literária com a inteligibilidade, comunicando nessa proposição universal que são as emoções, que estão nas palavras e nos sentidos que o seu eco faz ressoar em nós.

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA
Textos António Aurélio Gonçalves, António Nunes, Arménio Vieira, Baltasar Lopes da Silva/Oswaldo Alcântara, Fátima Bettencourt, Germano de Almeida, João Vário, José Lopes, Manuel Ferreira, Manuel Lopes, Orlando Pereira Ramos Rodrigues, Ovídio Martins

Selecção de Textos e Dramaturgia Natália Luíza
Direcção Cénica e Desenho de Luz Miguel Seabra
Música Original e Espaço Sonoro Fernando Mota
Espaço Cénico e Figurinos Marta Carreiras

Interpretação Carla Galvão (texto), Fernando Mota (música)

Fotografia de Cena e Registo Vídeo Patrícia Poção
Assistência de Cenografia Marco Fonseca
Montagem Ruben André Silva e Marco Fonseca
Operação técnica Ruben André Silva
Assistência de produção Maria Manuel
Assessoria de gestão Mónica Almeida
Direcção de produção Narcisa Costa

Produção Teatro Meridional
Apoio Instituto Camões

Duração [1h]
Classificação etária Maiores de 6 anos


Espectáculo estreado a 15 de Setembro de 2007, no Mindelact – Festival Internacional de Teatro do Mindelo, Ilha de São Vicente, Cabo Verde


TEATRO MERIDIONAL

O Teatro Meridional é uma Companhia vocacionada para a itinerância que procura nas suas montagens um estilo marcado pelo despojamento cénico e pelo protagonismo do trabalho de interpretação do actor.

As principais linhas de actuação artística do Teatro Meridional prendem-se com a encenação de textos originais (lançando o desafio a autores para arriscarem a escrita dramatúrgica), com a criação de novas dramaturgias baseadas em adaptações de textos não teatrais (com relevo para a ligação ao universo da lusofonia, procurando fazer da língua portuguesa um encontro com a sua própria história), com a encenação e adaptação de textos maiores da dramaturgia mundial, e com a criação de espectáculos onde a palavra não é a principal forma de comunicação cénica.

Realizou até à data 31 produções, tendo já apresentado os seus trabalhos em 17 países - Espanha, Itália, França, Cabo Verde, Brasil, Timor, Marrocos, Jordânia, Colômbia, Bolívia, Argentina, EUA, México, Chile, Paraguai, Equador e Uruguai - para além de realizar uma itinerância anual por Portugal Continental e ilhas.

Desde 1992, ano da sua fundação, os trabalhos do Teatro Meridional já foram distinguidos 20 vezes a nível nacional e 6 a nível internacional.

Em 2007, o Teatro Meridional foi a Companhia homenageada pelo Festival Internacional de Teatro do Mindelo - Mindelact, com a atribuição do Prémio Copacabana, que “visa distinguir o contributo da Companhia no sentido de dotar a Lusofonia de verdadeiros canais de comunicação humana, cultural e social”

Mais informações: www.teatromeridional.net
fotos de Patricia Poção

Comments

Popular Posts