Wednesday, May 21, 2008

FITEI arranca a 28 de Maio

Na 31ª edição, o Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica aposta na "renovação" e "crescimento".

A exploração das diversas vertentes da esfera artística continua a ser o mote sobre o qual o FITEI (Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica) assenta. Durante 12 dias, de 28 de Maio a 8 de Junho, a cidade do Porto vai receber 24 espectáculos organizados por várias companhias de Portugal, Espanha e Brasil.

De salientar três espectáculos de rua, que terão lugar junto à Casa da Música ("Alma Candela...Calor Humano", uma encenação colectiva da companhia Mercedes Herrero), na Avenida dos Aliados ("Dinomáquia", criação do grupo L'Avalot Teatre) e na Fundação de Serralves ("Kamchàtka", do espanhol Adrian Schvarzstein).

"Para além dos espectáculos de rua, eu diria que há um conjunto de grandes iniciativas neste festival que procura, acima de tudo, agradar a todos os públicos", explicou ao JPN Mário Moutinho, director artístico do FITEI.

"Temos a peça 'Las que faltaban', no Teatro Nacional S.João , de Antonia San Juan, uma das grandes actrizes espanholas que já trabalhou com o realizador Pedro Almodóvar. Há ainda o espectáculo de uma jovem companhia da Galiza, Nut Teatro, que o festival dá a conhecer ao público do Porto", afirmou o responsável do festival.

"Há que chamar atenção para as estreias absolutas, nomeadamente do grupo Assédio que apresenta o 'Terminus' e dos Artistas Unidos que vão levar à cena dois textos de Juan Mayorga", realça Mário Moutinho.

Juan Mayorga é destaque do festival
A par das peças de teatro, a programação do festival abrange ainda a realização de eventos como exposições, lançamento de livros, workshops e masterclass.

É neste âmbito que o autor espanhol Juan Mayorga se distingue como uma das personalidades mais activas do FITEI, pois para além de duas das suas peças integrarem o cartaz da presente edição, vai também orientar uma masterclass dirigida a estudantes e a profissionais de teatro, cinema e jornalismo.

Para Mário Moutinho, apesar de algumas fases de menor vitalidade, o presente festival tem em "renovação" e "crescimento" as suas palavras-chavepalavras-chave.
Filipa Castro Reis in Jornalismo Porto Net

No comments: