Seminário "As Pessoas e a Cultura"

Para a conversa do próximo domingo 28 de Janeiro, estão confirmadas as presenças em Águeda de:
Américo Rodrigues (programador e Director-geral do Teatro Municipal da Guarda)
Ana Pires (ex-Delegada Regional da Cultura do Centro)
António Pedro Pita (Delegado Regional da Cultura do Centro)
Carlos Seixas (programador do Festival de Músicas do Mundo – Sines)
Fernando Mendonça (Adjunto do Governo Civil de Aveiro; ex-Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Estarreja)
José António Jesus (Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Tondela)
José Rui Martins (actor e encenador; director da ACERT – Tondela)
José Pina (Director de Animação Cultural da Feira Viva/Imaginarius - Sta. Maria da Feira)
Maria da Luz Nolasco (Directora-geral do Teatro Aveirense)
Paula Abreu (socióloga do Centro de Estudos Sociais, Coimbra)
Pedro Fernandes (programador do Cine-Teatro de Estarreja)
Vasco Sacramento (programador dos festivais “Sons em Trânsito” - Aveiro e “Med” - Loulé)
Inúmeros outros convidados estão na calha para se juntar à conversa com o público, o final beneficiário das boas práticas que Águeda quer implementar na sua actividade cultural colectiva e inter-associativa, com o reforço a obter deste Seminário.
O Seminário d’Orfeu que abre o ano 2007, em parceria com Câmara Municipal de Águeda, pretende ser uma montra das boas práticas que o país cultural hoje conhece. Tire-se o retrato a casos bem sucedidos de investimento estratégico na Cultura, juntando à conversa programadores, gestores culturais, autarcas, artistas subsidiados e não subsidiados e ainda o mais alto poder institucional.Juntar gente que lida directamente com os bens culturais ou que decide sobre o apoio à Cultura é o objectivo desta acção que, no habitual formato de conversa dinâmica, coloca em debate experiências e visões que aportem novos rumos e antecipem conquistas para as comunidades que se implicam culturalmente. No caso, Águeda empenha-se a fundo para inovar e percorrer novos caminhos de vanguarda cultural, envolvendo-se e deixando-se envolver pelo país cultural.Estas acções com que a d’Orfeu costuma abrir o ano são encontros pelo prazer da conversa informal. Todos os Janeiros um tema cultural emergente faz juntar um grupo heterogéneo de convidados com as variadas perspectivas e, num domingo à tarde, o debate funde o que se conhece com as realidades e experiências que os convidados aportam. Num ano em que Águeda quer dar enfoque à emergência de sustentabilidade da prática cultural, a temática deste Seminário é a pedra de toque para a missão a que a d’Orfeu se obriga em Águeda, ao 12º ano de projecto associativo de Cultura.

SEMINÁRIO“As pessoas da Cultura e a cultura das Pessoas”

uma colecção de boas práticas de investimento cultural

Domingo 28 Janeiro 2007, 15:30Águeda, Fundação Dionísio Pinheiro

Comments

Popular Posts