Em Voz Alta no D. Maria



VOZ ALTA – FESTIVAL DE LEITURAS
19 – 21 OUT


O Voz Alta – Festival de Leituras volta o Teatro Nacional D. Maria II. De 19 a 21 de outubro, recebemos O Ato da Primavera, a leitura dos textos resultantes da 2.ª edição do Laboratório de Escrita para Teatro e uma leitura comentada e encenada de Auto da Barca do Inferno.

Em O Ato da Primavera, espetáculo de Lígia Soares, são os espectadores quem interpreta as peças. A sua concretização está dependente de uma espécie de interface cénico constituído por telepontos e microfones e que permite a interpretação de peças faladas numa forma de encenação direta, sem ensaios e sem prévio conhecimento do texto. Os textos são de Andresa Soares, José Maria Vieira Mendes, Miguel Castro Caldas, Nuno Moura, Ricardo Vaz Trindade, Sónia Baptista e Tiago Rodrigues. O espetáculo ficará em cena até 11 de novembro, para escolas e público em geral.

A 19 de outubro, a Sala Garrett recebe as leituras de Os Ratos (de Isabel Milhanas Machado) e Mãos ao alto: Ensaios para entrar no Paraíso (de Cecília Ferreira), a coordenação é de Pedro Carraca. A 20 de outubro, Bruno Bravo coordena as leituras de Os lugares de onde vemos sentados (de Fernando Giestas) e Treva ou os princípios da higiene funcional (de Sabrina D. Marques). Estes são os textos que resultam da 2ª edição do Laboratório de Escrita para Teatro, coordenado por Rui Pina Coelho.

A 21 de outubro, Nuno Nunes coordena a leitura encenada de Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, que contará com a interpretação dos atores e estagiários do D. Maria II. Ana Bola, Carlos Vaz Marques, José Tolentino Mendonça e Mariana Mortágua estarão em palco com atores para fazer a ponte entre o Portugal do texto vicentino e o Portugal de hoje.

Comments

Popular Posts